Mãe Real

10 dicas para melhorar o aspeto exterior da casa

Porque as primeiras impressões contam

05

A nossa casa

A nossa casa é o nosso lar. É onde nos refugiamos depois de um longo dia de trabalho e onde nos sentimos seguros. Deveria ser o lugar onde passamos a maior parte do nosso tempo, mas sabemos que não é bem assim, principalmente para quem trabalha fora de casa.

Perdemos tempo em viagens. Chegamos cansados a casa. Temos de cozinhar, arrumar, tratar dos pequenos, enfim, há sempre qualquer coisa para fazer. E por vezes, o cansaço é tanto, que acabamos por descuidar um pouco da nossa casa.

A zona que habitualmente mais descuidamos é o exterior. Entramos em casa, fechamos a porta da entrada, e lá nos esquecemos do portão que chia, ou das folhas secas espalhadas por todo o jardim.

Mas os maltratos continuam lá, e muitas vezes continuam até ao verão, altura em que nos apetece fazer algumas obras, cuidar do jardim ou do pátio, enfim aproveitar o exterior da nossa casa, que possivelmente terá sido um dos motivos pelo qual compramos a nossa casa.

Eu sei do que estou a falar. Raramente ponho os pés fora de casa durante o inverno, e neste outono meio chuvoso tem sido o mesmo. Lá varri as folhas que cairam no pátio, mas não as apanhei. Continuam lá, no mesmo cantinho onde as deixei. E as bolas de jogar, e o carrinho de passear, lá continuam, lá fora, ao relento, sozinhos e abandonados…

As primeiras impressões

Nós sabemos que as primeiras impressões contam. Sabemos que fazemos juizos de valor antes de perguntarmos o que quer que seja. Por isso imaginem o que os vossos vizinhos estarão a pensar de vocês quando vêm aquele jardim por cortar… os cactos dos canteiros enormes… a pintura a estalar… os azulejos a cairem… Pois aquilo mesmo que vocês pensam (vocês e eu!!!).

E agora imaginem conidarem alguém paa um jantarzinho de Natal em vossa casa, pela primeira vez. Talvez a única vez?!

Por isso, aqui ficam as minhas 10 dicas para melhorar o aspeto exterior da casa, umas para serem aplicadas no verão, outras para serem aplicadas no inverno.

Brevemente, partilharei as minhas dicas para melhorar o interior da casa.

10 dicas para melhorar o aspeto exterior da casa

  • PINTAR – Pintar a entrada ou se possível toda a casa. Esta é a dica nº 1 para melhorar o aspeto exterior da casa;
  • LIMPAR – Remover brinquedos, bicicletas, carros avariados, máquina de cortar relva, tudo o que seja visível da rua. Guardar as mangueiras e fechar a garagem;
  • CORTAR A RELVA – Cortar a relva duas vezes por mês durante o verão. Aparar as beiras e os caminhos;
  • VERDE, VERDE, VERDE – Regar e colocar adubo. Arranjar o sistema de rega se estiver estragado. Regar à mão e aparar os canteiros de flores.
  • SE ESTÁ A MAIS, CORTAR – Os canteiros e arbustos servem para embelezar a casa e não esconde-la. Cortar os arbustos a uma altura razoável e podar as árvores.
  • CAIXOTES DE LIXO – Se têm caixotes de lixo em frente da casa e se os puderem mudar, façam-no. Limpar bem a zona onde antes estiveram.
  • MUROS E PORTÕES – Arranga os muros, pintar se necessário. O mesmo se aplica aos portões.
  • ENTRADA – Limpar a entrada. Remover as manchas de óleo. Estacionar na garagem ou então na rua durante as visitas.
  • PORTA DA ENTRADA – Limpar a porta e a maçaneta. Pintar a porta. Limpar a entrada e sbstituir o tapete de entrada, se necessário.
  • CAMPAINHA – Certificar que funciona e que está limpa.

Se quiserem vender a vossa casa, estas dicas são muito boas, porque a primeira impressão do comprador é a mais importante. Falo por experiência própria. Já tive uma imobiliária 🙂

Etiquetas

Livia Gomes

Olá, Eu sou a Lívia, mãe, mulher, empresária, autora, entrevistadora, blogger, enfermeira, médica, taxista, cozinheira, educadora, professora, apaziguadora (!?) e muito mais… fui ganhando a maior parte destas profissões a partir de 2014. Até então era apenas uma mulher com uma vida social agitada, até que em 2014, surge o Martim, o traquinas. Como se não bastasse, em 2017 resolvi repetir a dose e eis que nasce o Dinis, o arrebata corações. Com os nascimentos dos meus dois filhos, o meu mundo mudou e eu não trocava a minha vida por nada (exceto, talvez, por algumas horas de sono!).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Close
Close
Close