O REGRESSO ÀS AULAS

Depois de quase 3 meses em casa, de férias, o regresso às aulas poderá ser bastante complicado e trazer alguma ansiedade aos nossos filhos (e a nós também, sejamos sinceras).

A forma como os nossos filhos irão lidar com este regresso às aulas é importante para determinar o sucesso escolar deles.

Então, como poderemos ajudar o nosso filho no regresso às aulas?

Como poderemos ajudá-lo a ser bem sucedido na escola?

A FÓRMULA MÁGICA

Não existe nenhuma fórmula mágica. Algumas crianças dão-se bem na escola, são muito motivadas, em termos de estudo, mas também em termos sociais. Mas outras crianças têm dificuldade em sair do conforto seu lar. Isto acontece pois passaram quase 3 meses em casa, com os pais ou avós ou primos… Por isso mesmo, têm receio de se exporem juntos dos colegas, seja no recreio, seja na sala de aula.

Ajudar o nosso filho não tem de ser um bicho de sete cabeças, nem implicar orquestrar um plano. Nem é preciso nenhuma fórmula mágica. São pequenas coisas que podemos fazer no dia a dia, de forma consistente, que poderão ajudar o nosso filho, não só no regresso às aulas, mas também durante todo o ano letivo.

O MAIS IMPORTANTE

O mais importante é mostrar ao nosso filho que nos preocupamos e que pode contar com o nosso apoio. O nosso filho tem de sentir que pode confiar em nós, seja para contar coisas boas como más. Ele tem de saber, e isto é fulcral, tem de SABER que pode confiar em nós.

Caso o nosso filho esteja a sentir ansiedade neste regresso às aulas e não souber lidar com isso, ele tem de saber que pode vir ter connosco.

Pode ainda ter receio de regressar à escola por ter sido vítima de bullying e omitiu isso durante o ano passado. Ele tem de sentir que pode falar connosco e contar o que se passou.

A comunicação é muito importante. E muitas vezes falha porque nós pais não sabemos comunicar com os nossos filhos. Achamos que sabemos. Achamos que não precisamos de dizer “Eu estou aqui por ti e para ti” porque pensamos que isso está implícito no ser pai. Mas as crianças precisam que digamos estas coisas. Elas precisam que lhes digamos “Eu amo-te.” Assim como nós.

8 DICAS

  1. Conversar: conversar com o nosso filho sobre o que se avizinha, o que podem esperar, se estão com saudades dos colegas e da professora. Se for um professor novo, o que é que ele sente sobre isso? Se vai começar uma disciplina nova (o Martim vai começar a ter aulas de inglês e mandarim), o que ele acha sobre isso?
  2. Manter a rotina: possivelmente com as férias, a rotina foi um pouco alterada (dormir até mais tarde, ir para a cama mais tarde, refeições a horas diferentes…). Mas agora, e eu aconselho que o façam o mais cedo possível, deverão (r)estabelecer uma rotina com a mesma hora de dormir e a mesma hora de se levantar, e a mesma hora para tomar as refeições, e de preferência em família.
  3. Ficar entusiasmada: se estiveres entusiasmada, o teu filho fica entusiasmado. Não te esqueças, as crianças são como esponjas, elas sentem e absorvem as nossas emoções e reagem da mesma forma. Sendo assim encara esta nova etapa de forma positiva, e o teu filho assim o fará também.
  4. Faz alguns exercícios: para avivar a memória do teu filho, para evitar coisas como “e se eu não souber?” ou “e se eu me esqueci?” É normal a professora fazer uma ficha de avaliação diagnóstica na primeira semana de aulas para ver em que ponto estão os alunos. Por isso, ajuda-o a lembrar-se e ele estará mais seguro de si na hora de fazer a ficha.
  5. Evita as surpresas: fala com o teu filho sobre qualquer mudança que vá acontecer este ano letivo, atempadamente, como por exemplo se vai passar a almoçar na escola, ou se vai frequentar as AECs ou a CAF.
  6. Pede-lhe ajuda na preparação deste regresso às aulas: leva o teu filho a comprar o material escolar, deixa-o escolher. Depois deixa-o colocar as etiquetas com o seu nome. Se ele precisa de roupa nova, leva-o contigo. Pedir-lhe ajuda nestas pequenas coisas (que na verdade são muitas) cria nele uma sensação de envolvência e controlo.  isso ajudará a controlar a ansiedade no regresso às aulas.
  7. Pergunta-lhe o que é que ele quer levar para o lanche: esta é mais uma forma de o envolvermos nesta preparação do regresso às aulas. Talvez possam em conjunto fazer uma lista semanal de lanchese fixá-la no frigorífico.
  8. Prepara-o para a rotina pós-aulas: certifica-te de que o teu filho sabe o que vai acontecer após as aulas terminarem, quem o vai buscar, para onde vai, o que vai fazer, quem poderá encontrar. Já sabes, evita as surpresas.

RESUMINDO

Resumindo, conversem muito com o vosso filho. Esqueçam as surpresas e peçam para ele participar nesta preparção de regresso às aulas.

Esta é uma nova etapa que o vosso filho vai começar e deve ser emocionante. Por isso, esqueçam os vossos receios e ajudem o vosso filho a esquecer os seus.

TAMBÉM TE PODERÁ INTERESSAR

 

O melhor elogio que poderei receber é partilharem e fazerem like no meu artigo. Vá lá! Elogiem-me!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.