Se há algo que o Masterchef Junior nos mostrou é que há muita criança por aí que sabe cozinhar melhor do que os adultos, me included! E a maior parte delas aprendeu a cozinhar com os pais, ou uma avó. Ou seja houve sempre um incentivo em casa para elas aprenderem a cozinhar.

E todos nós sabemos que se os ensinarmos em pequenos a cozinharem, tornar-se-ão adultos responsáveis, prestativos, daqueles que todas as esposas gostariam de ter 🙂 E se as crianças aprenderem a cozinhar comida saudável, em adultos irão cozinhar comida saudável! Win win! Somos umas mães fantásticas!

Então e como é que incentivamos uma criança a cozinhar? Não sei, mas gostaria de saber porque adorava que o Martim começasse a ajudar-me na cozinha. Adorava. Ou não…

Por isso, andei por aqui a pesquisar online e offline, o que “especialistas” recomendavam para incentivar as crianças a cozinharem, e compilei uma lista daquilo que eu acho possivel de se fazer (porque eu quero fazê-lo com os meus filhos) para partilhar convosco.

Cá vai (sem qualquer ordem especifica):

DICAS PARA INCENTIVAR AS CRIANÇAS A COZINHAR

  1. Envolver as crianças no planeamento das ementas e nas compras semanais;
  2. Encontrar as receitas certas para fazer em conjunto com as crianças;
  3. Mostrar showcookings ao vivo ou na televisão ou até mesmo participar num workshop com as crianças;
  4. Escolher os melhores momentos para cozinhar, sem que estejam todos stressados, cansados, atrasados, com fome, etc…;
  5. Ser paciente. As coisas eram feitas mais rapidamente por ti? Sim, eram, mas não é esse o objetivo. Lê o ponto 4;
  6. Incentivar as crianças a continuarem a cozinhar quando nos ausentamos por momentos da cozinha, coisas básicas, como amassar uma massa, esmagar um abacate para fazer uma mousse de chocolate, lavar os legumes, etc…;
  7. Incentivar as crianças a criar um prato de assinatura e a praticá-lo até que consigam cozinhá-lo sozinhas e sem medo;
  8. Incentivar as crianças a experimentar novos sabores na mesma receita, alterando-a ao seu gosto;
  9. Deixar as crianças utilizarem os objetos e equipamentos de cozinha de acordo com a sua idade e experiência;
  10. Desafiar as crianças a cozinharem uma refeição completa para a familia e/ou amigos;
  11. Interferir o menos possivel quando as crianças estiverem a cozinhar, como a grelhar, mas estar sempre atenta!;
  12. Não stressar com a desarrumação. É perfeitamente normal. Todos os génios são desarrumados (eu pelo menos sou:) );

Ok, nós queremos que os nossos filhos sejam chefs de cozinha e nos substituam quando estivermos cansados, mas tudo a seu tempo. Quero isto dizer que há tarefas que são mais fáceis de desempenhar para cada idade, assim como é recomendado que as tarefas sejam entregues às crianças se os pais acharem que os seus filhos são capazes de as desempenharem.

O desenvolvimento psico-motor varia de criança para criança e poderá haver crianças que aos 5 anos já saibam bater claras em castelo ou então que uma criança com 8 anos ainda não saiba pegar numa faca, e então os pais terão de decidir com base nas capacidades do seu filho e não com base numa tabela que virão na net.

ADAPTAR AS TAREFAS ÀS IDADES

Sempre sob vigilância!!!

  1. 2-3 anos
    1. Lavar os legumes e frutas. Aproveitar para lhes ensinar os nomes dos legumes e frutas e incentivá-los a experimentá-los;
    2. Mexer os alimentos / massas, que deverão estar frios;
    3. Esmagar os alimentos com um garfo ou um esmagador de batatas;
    4. Decorar os bolos com açúcar em pó, polvilhar com farinha, vai sujar, mas o objetivo é tornar o cozinhar mais divertido possível para que eles queiram continuar;
    5. Pesar os ingredientes, usando uma colher;
    6. Lavar os tupperwares.
  2. 3-5 anos (tudo o que faziam anteriormente, mais)
    1. Cortar alimentos moles como manteiga, cogumelos, morangos, usando uma faca de plástico;
    2. Panar alimentos com farinha, ovos batidos e pão ralado;
    3. Mexer os alimentos, seja com uma colher, seja com as mãos;
    4. Separar as folhas da alface ou das ervas aromáticas;
    5. Espremer frutas;
    6. Peneirar;
    7. Esmagar alimentos com um pilão e almofariz;
    8. Amassar massas;
    9. Amassar, moldar e cortar massa, com cortadores de plástico;
    10. Barrar o pão com manteiga ou outros alimentos;
    11. Apanhar ervas aromáticas, morangos ou tomates da horta lá de casa.
  3. 5-7 anos (tudo o que faziam anteriormente, mais)
    1. Cortar alimentos com uma faca adequada à idade e com protetores de dedos;
    2. Cortar as ervas aromáticas com uma tesoura;
    3. Ralar os alimentos;
    4. Medir os liquidos e pesar os sólidos;
    5. Passar manteiga e farinha nas formas;
    6. Bater massa e claras em castelo;
    7. Descascar laranjas ou ovos cozidos;
    8. Preparar a mesa para as refeições.
  4. 8-11 anos (tudo o que faziam anteriormente, mais)
    1. Planear as refeições;
    2. Seguir receitas simples;
    3. Encontrar ingredientes nos armários e frigorífico;
    4. Usar um descascador;
    5. Usar o forno, fogão e microondas;
    6. Fazer saladas;
    7. Abrir latas de conservas.
  5. 12 anos + (tudo o que faziam anteriormente, mais)
    1. Ensinar sobre higiene alimentar – lavar as mãos no início e entre tocar ingredientes crus e prontos a comer;
    2. Ensinar a contar, dividir porções, duplicar receitas;
    3. Reconhecer os ingredientes e aprender sobre a sua origem;
    4. Reconhecer os equipamentos de cozinha e aprender a usá-los;
    5. Ler e seguir receitas para criar o prato final;
    6. Seguir as instruções, sem pular passos (faço isto tantas vezes!);
    7. Dar a conhecer diferentes sabores, texturas e alimentos;
    8. Ensina a dar tempo aos processos de cozedura e a ter paciência;
    9. Prepará-los para serem um MASTERCHEF!!!!
Cozinhar com as crianças não é só sobre ingredientes, receitas e cozinhar. É sobre aproveitar a imaginação, responsabilização e criatividade.

Fonte:

The Telegraph

Jamie Oliver

BBC

Revista Kids Marketeer dezembro de 2018

O melhor elogio que poderei receber é partilharem e fazerem like no meu artigo. Vá lá! Elogiem-me!
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *