Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/customer/www/maereal.pt/public_html/wp-content/plugins/convertkit/lib/class-convertkit-api.php on line 1315

É Tempo de Natal!

E isso significa azáfama, stress, compras, decoração, jantares, festas. Ou antes, significava, porque este ano estamos proibidos disso tudo, ou quase tudo.

Mas talvez assim consigamos encontrar o verdadeiro espirito do Natal. Aquele que o Scrooge encontrou no próprio dia, após uma noite assombrada.

Com as mãos atrás das costas, Scrooge via cada um dos transeuntes com os lábios desabrochados em sorriso.
Seu ar era tão alegre, tão irresistivelmente amável, que dois ou três rapazes lhe atiraram, ao passar, um “Bom dia,
senhor! Feliz Natal!”. E pelo correr do tempo adiante, Scrooge declarou e repetia com frequência, que de todas as
palavras agradáveis que ouvira, nenhuma fora tão agradável de ouvir como aquelas.

Um Conto de Natal de Charles Dickens

Aqui em casa já se montou a árvore de Natal e o resto da decoração está quase toda colocada. Este ano fizemo-lo um pouco mais cedo, porque as circunstâncias assim o exigiam.

Vivemos um ano difícil, com muitas limitações, com pouco carinho e amor. Não conseguimos estar com os nossos familiares e tudo indica que também não estaremos este Natal.

Por isso, que mal faz colocar umas luzes e uma árvore de Natal em Novembro?

O STRESS DO NATAL

À medida que o tempo passa e nos aproximamos do Natal, mais stressados ficamos, o que deveria ser o contrário, visto que o Natal é tempo de paz, alegria, harmonia.

Talvez isto aconteça porque realmente nos esquecemos do que é realmente o Natal. Estamos tão ocupados com a nossa vida pessoal, familiar e social, que ora deixamos tudo para a última hora (seja a decoração ou compras), ora já perdemos o encanto pelo Natal (e só o celebramos por causa das crianças, porque dá muito trabalho ter de montar tudo e depois limpar).

E depois há ainda a influência e pressão dos Natais perfeitos que vemos na tv ou nas redes sociais, e também nós queremos que o nosso Natal seja perfeito.

Nós queremos viver a magia do Natal e por norma as mães são responsáveis por fazer essa magia acontecer.

O problema é que nós temos o nosso emprego, e depois temos as tarefas domésticas que, apesar de os pais “ajudarem” nesse campo, estão maioritariamente a cargo das mães.

Ou seja, temos de preparar o Natal mais perfeito e mágico de sempre (tentando superar sempre o do ano passado), e continuar com todo trabalho habitual dos restantes meses do ano.

Mas sabem uma coisa? O Natal não tem tem de ser perfeito. O Natal tem de ser vivido.

DICAS PARA VIVERES UM NATAL FELIZ

  • Esquece a perfeição. Quantas mais expectativas criares, quanta mais pressão colocares em cima de ti, pior será. O Natal é para ser vivido. E quando percebermos que não tem tudo de ser perfeito nem de correr perfeitamente bem, então irás aproveitar melhor o Natal. E aí vais ver que será o melhor Natal de sempre!
  • Evita dramas familiares. Nós evitámos isso quando decidimos que o Natal seria sempre em nossa casa, véspera e dia. Assim conseguimos juntar as duas famílias. Caso contrário teríamos de um ano decidir onde passaríamos a véspera e o dia, no ano seguinte trocaríamos, mas depois há aquele que tem de trabalhar no Natal, ou alguém de fora vai-se juntar…. O drama poderá vir também das famílias divorciadas, o que é muito habitual hoje em dia. Onde é que a criança vai passar a véspera? A criança quer passar o Natal com o outro progenitor? É importante discutir isto com antecedência e saber a opinião da criança também. Acreditem que a opinião da criança é importante, porque eu passei por isso, apenas 2 Natais, mas para mim foram os piores Natais da minha vida.
  • Organiza-te, planeia. Usa a tua agenda. Arranja uma agenda de Natal. Regista tudo o que é necessário fazer nesta época. Se este ano fizeres uma checklist com tudo o que é necessário fazer, para o ano que vem terás a tarefa adiantada. É só começar a cortar o que está feito.

Relacionado: DICAS PARA UMA VIDA MAIS TRANQUILA – NATAL

  • Delega trabalho. Podes fazer tudo, mas não precisas de o fazer. Quando fizeres a checklist de Natal, fala com o Pai, dividam trabalho. As crianças podem ajudar, por exemplo a fazerem decorações de Natal (se quiseres algo novo e original e barato), ou escreverem os postas de Natal (adoro receber postais de Natal e hoje em dia é tão raro!

Relacionado: PODES FAZER TUDO, MAS NÃO PRECISAS DE FAZER TUDO!

  • Começa a poupar para os presentes de Natal no início do ano. Se és como eu e dás uma de Mãe Natal e ofereces presentes a toda a gente que conheces, então tal como eu tens de começar a poupar mal o ano começa. Caso contrário, mal terás tempo de olhar para o subsídio de Natal e verificares que esse já desapareceu.

Relacionado: DICAS PARA REDUZIR AS DESPESAS DE NATAL

  • Compra os presentes de Natal durante o ano. Aproveita os saldos, as promoções, os dias sem IVA.

Relacionado: COMO POUPAR NO NATAL – 12 DICAS CRIATIVAS

  • Compra apenas 4 presentes para os teus filhos e para o pai. Compra uma coisa que eles queiram, uma coisa que eles precisem, um coisa para vestir e uma coisa para ler. Desta forma irás simplificar e muito a tua tarefa como Mãe Natal, irás poupar, comprar apenas o necessário, criar expectativas saudáveis (porque eles sabem o que irão receber) e terás menos coisas para dar / vender / deitar fora no próximo ano.

Relacionado: ALGO QUE QUERO, ALGO QUE PRECISO, ALGO PARA VESTIR, ALGO PARA LER

  • Não te esqueças de ti. Sim, quando fizeres alista de presentes pensa em ti também. Se o Pai te pergunta o que queres para o Natal, sê sincera, porque tu mereces. Tu preparas-te o melhor Natal possível para a tua família. Não te dediques unicamente a preparar o Natal para os outros. Prepara-o também para ti.

Relacionado: O MEU DESEJO DE NATAL PARA TI, MAMÃ

O NATAL É CONFUSÃO, MAS UMA BOA CONFUSÃO

O Natal é confusão, é barulho, é casa cheia.

O Natal é fazer os doces que a família tanto gosta, comer e beber, rir e cantar.

É ver o Circo de Monte Carlo ou o Natal dos Hospitais (não sei se ainda dá).

É ver pela milésima vez o Sozinho em Casa e continuar a achar piada.

É passear (se permitido este ano) pelas ruas da vila ou cidade e apreciar as luzes de Natal.

É trocar mensagens de Natal com os amigos e familiares.

O Natal é tudo isto e muito mais.

É Tempo de Natal!

O melhor elogio que poderei receber é partilharem e fazerem like no meu artigo. Vá lá! Elogiem-me!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.