#movimentomãessuper

O que precisas para ser uma mãe melhor dependerá única e exclusivamente de ti.

Uma das coisas boas em ter um blog é poder conversar com outras mães e identificar problemas comuns a todas elas / nós. Todas nós sentimos que estamos em falta com a nossa família e que poderíamos melhorar e tornar-nos uma mãe melhor.

Mas tal como Jill Churchill, “There’s no way to be a perfect mother and a million ways to be a good one.” – Não há uma forma para se ser uma mãe perfeita, mas milhões de formas para se ser uma boa mãe.

SER MÃE

Ser mãe é difícil. Um trabalho sem fim. Temos dias bons. Temos dias maus.

Independentemente da nossa idade, e quantos filhos temos, ou a idade dos nossos filhos, achamos sempre que podíamos fazer mais e melhor. Não que sejamos más mães por sentirmos isso. Nós sentimos isso porque queremos ser a melhor mãe possível para os nossos filhos. Mesmo quando o Pai ou mesmo os nossos filhos nos dizem que nós somos as melhores mães do mundo, nós achamos sempre que podíamos ser melhores.

O QUE PRECISAS PARA SER UMA MÃE MELHOR

Deixas o teu filho ver o tablet? Deste-lhe um chocolate para ele parar de melgar, mesmo quando tinhas o jantar quase pronto? Estavas a brincar com ele, mas mesmo assim mantiveste um olho no facebook?

Relaxa. Isso acontece a todas nós.

ENTÃO O QUE PRECISAS PARA SER UMA MÃE MELHOR?

Para mim seria ter mais paciência. Depois de um dia de trabalho é tão difícil ter de lidar com o excesso de energia dos meus filhos. Eu não sei como é que eles chegam a casa de pois de uma dia de escola, cheios de energia. Paciência e calma, é isso que eu preciso para ser uma mãe melhor.

O QUE OUTRAS MÃES DISSERAM

Mais tempo de qualidade – no final do dia sinto sempre que devia ter passado mais tempo com os meus filhos a brincar, ou a jogar um jogo. – Ana, Porto

Estar presente – isto do mutitasking é uma treta. Estou sempre ocupada, sempre a ver o meu telefone. Preciso de desligar o telefone, desligar-me de tudo e simplesmente estar presente com o meu filho. – Isabel, Porto.

Paciência – como mãe, realmente tenho problemas com paciência. Eu preciso de ter mais paciência. – Cristina, Aveiro.

Mais paciência – para mim, o mais importante é ter paciência. Ter paciência quando lhe digo pela milésima vez que não se põe o dedo no nariz, nem se limpa depois à roupa. – Carla, Suíça.

Deixar de dizer não – estamos tão habituados a dizer não, a ser tão negativa. Claro que temos de dizer não, mas há formas de o fazer, sem sermos tão negativos. É preferível explicar de forma positiva aquilo que queremos dizer não. – Vera, Lisboa

Trabalhar menos – eu sou viciada no trabalho, aquilo que se chama de workaholic. Sou arquiteta. Gosto muito do que faço. Estou sempre à procura de novas ideias, novos projetos. O problema é que sou assim até em casa, e acabo por não disfrutar do tempo com o meu filho, porque estou sempre a pensar no que vou fazer a seguir. – Marina, Londres.

Mais tempo – o que mais preciso para ser uma mãe melhor seria mais tempo. Às vezes, tudo de que preciso para ser uma mãe melhor é um pouco de tempo para descomprimir e voltar a fazer isso. Mas parece que nunca há tempo suficiente para fazer nada, muito menos tempo para mim. Isso seria incrível! – Ana, Lisboa.

Não me comparar com outras mães – sinto sempre que estou a falhar como mãe porque vi aquela mãe no Instagram a preparar a festa de aniversário do filho tudo de raiz. Ela fez tudo. E eu limitei-me a comprar as coisas na loja do shopping. Parece que as outras mães conseguem fazer tudo e eu tento ser como elas. Mas não consigo. – Cátia, Porto.

Dormir – preciso tanto de dormir. Tenho dois filhos, com menos de 6 anos, e ainda não durmo uma noite descansada. Ando tão cansada que sinto que não dou a atenção aos meus filhos que eles tanto precisam.- Vera, Porto.

Mais sono! – Mais sono! Ser mãe já é um grande desafio! Tentar fazer isso no modo “zombi” é quase impossível. – Sara, Aveiro.

Mais tempo para mim – Queridos filhos, eu seria uma mãe melhor se vocês fizessem a sesta, porque assim eu também podia fazer uma sesta, ou até mesmo assistir ao Netflix (que ainda não sei muito bem o que isso é), ou até mesmo tomar um banho relaxante, para me sentir como uma pessoa real, antes de vocês acordarem a mostrarem que quem manda cá em casa são vocês! –  Maria, mãe de gémeos, Lisboa.

NÃO ESTÁS SOZINHA

Não estás sozinha.

Ser mãe é mesmo difícil, mas tão gratificante.

Agora só tens mesmo de agir. Já sabes do que precisas para ser uma mãe melhor. Então, como é que o vais fazer?

Não duvides da tua capacidade de ser mãe, de servir como mãe e de amar como mãe. Existem milhões de maneiras para se ser uma mãe melhor.

OUTROS ARTIGOS RELACIONADOS:

 

O melhor elogio que poderei receber é partilharem e fazerem like no meu artigo. Vá lá! Elogiem-me!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.