Mãe Real

O regresso

Estamos de volta!

O regresso

Hoje marca o regresso às aulas. O regresso ao trabalho. O regresso às rotinas de que tantas vezes nos queixamos, mas que sentimos falta sempre que a nossa vida entra em desatino.

Apesar de não ter tido férias (penso que 3 dias não podem ser considerados de férias), tentei estar mais tempo com os pequenos, e por isso foi mais complicado conciliar família, casa e trabalho. E por isso, a Mãe Real esteve de férias.

A verdade é que muita coisa aconteceu durante o mês de agosto e que ainda se prolonga, tanto a nível familiar, como a nível profissional.

Desde as mini férias, até ao passeio ao Parque da Cidade do Porto, ao Festival do Pão de Ló de Ovar, ao aniversário do Pai e do avô Quim, à formação de Alimentação e Culinária Saudável, aos testes de Ancestralidade e kit EU, adn, …. muita coisa aconteceu e muita coisa tenho para vos contar.

O primeiro dia de escola

Mas por enquanto, quero deixar aqui um poema de uma professora para os pais, para dar força a todas as mamãs e papás que tiveram de deixar os seus pequenitos pela primeira vez (ou não) na escola:

O primeiro dia de escola

Pode ser difícil para a Mamã e para o Papá.

Parte de vocês sente-se feliz

Outra parte sente-se triste.

Durante muitos anos vocês deram-lhes a mão,

E foram os seus guias carinhosos.

Mas agora vocês sabem que chegou a hora

De os deixar comigo.

Mas é apenas por pouco tempo,

Enquanto os vossos filhos vão aprender e crescer.

No final de cada dia,

Eles irão partilhar convosco tudo o que aprenderam.

Por isso, enquanto vão se embora,

Não se preocupem mais.

Eu irei tomar conta desses presentes preciosos,

Quando os deixarem à minha porta. Donna Caladie

 

Etiquetas

Livia Gomes

Olá, Eu sou a Lívia, mãe, mulher, empresária, autora, entrevistadora, blogger, enfermeira, médica, taxista, cozinheira, educadora, professora, apaziguadora (!?) e muito mais… fui ganhando a maior parte destas profissões a partir de 2014. Até então era apenas uma mulher com uma vida social agitada, até que em 2014, surge o Martim, o traquinas. Como se não bastasse, em 2017 resolvi repetir a dose e eis que nasce o Dinis, o arrebata corações. Com os nascimentos dos meus dois filhos, o meu mundo mudou e eu não trocava a minha vida por nada (exceto, talvez, por algumas horas de sono!).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Veja também

Close
Close
Close