Mãe RealNutrição

Showcooking A Pitada do Pai

Aprender a ser saudável - capítulo 1

Alimentação Saudável

No seguimento do meu artigo sobre Alimentação Saudável, se ainda não o leste, poderás encontrá-lo aqui, tenho andado a pesquisar workshops e showcookings na área da nutrição, para aprender novas receitas, simples, mas nutritivas, para toda a família.

No dia 28 de abril, eu e o pai fomos a um showcooking do pai Rui Marques, autor do blog A Pitada do Pai.

Para quem não conhece A Pitada do Pai, este é um blog que partilha receitas saudáveis para toda a família. O lema deste blog é: “O pai faz as receitas, a mãe dás as dicas e as ideias… o filho… papa tudo!”

Tudo começou com o nascimento do bebé. A mãe quis perder aqueles quilinhos que tinha engordado na gravidez, e o pai também precisava de perder peso. Foi-lhes apresentado o plano 28 dias e a partir daí começaram a pesquisar receitas saudáveis e a experimentar alimentos novos.

Quando o bebé ia iniciar a sopa e as papas, resolveram introduzi-lo também numa alimentação saudável, sem os açúcares que se encontram nas papas e iogurtes.

Certo dia chegaram à conclusão de que não podiam fazer dois pratos diferentes a todas as refeições e, portanto, adaptaram as receitas de forma a que um prato fosse adequado tanto aos pais como ao bebé.

Showcooking

O showcooking aconteceu no restaurante dos armazéns Marques Soares no Porto.

Foi-nos apresentada uma ementa de 5 pratos:

  • Nuggets de frango
  • Bacalhau à Brás
  • Danoninhos de inhame e papaia
  • Gelatina de laranja e manga
  • Mousse de chocolate

O pai estava reticente com as receitas e o tempo que iria levar a fazer cada uma delas, mas a verdade é que foram feitos 5 pratos / receitas no espaço de 2 horas, entre conversa e tira dúvidas.

Provamos todos os pratos e estavam muito bons. Percebemos que é possível fazer pratos nutritivos em pouco tempo e com poucos ingredientes.

O meu preferido foi a mousse de chocolate (e eu não sou muito apreciadora de mousse de chocolate). Deixo-vos aqui o link para a receita que também poderão encontrá-la na página 140 do livro A Pitada do Pai.

No final tivemos até direito a um autógrafo dedicado à família Gomes Pinto (família da Mãe Real) e uma foto com o autor.

A nossa experiência

Não saímos do showcooking a saber cozinhar todos os pratos e a inventar receitas nova. Até porque não conhecíamos todos os ingredientes utilizados, como o inhame e o agár-agár.

Também não cozinhámos todos os pratos do livro, primeiro porque ainda não tivemos tempo e segundo porque não temos todos os ingredientes que se utiliza. Aos poucos vamos acabando com o que temos na dispensa e substituindo por outros mais saudáveis.

Mas temos feito progressos cá em casa. O Martim experimentou ovo mexido com torradas em forma de estrela e sumo de laranja natural ao pequeno almoço, ao contrário da papa de Cerelac que comia desde os 6 meses, e já pediu para repetir. Também já experimentou panquecas de aveia e banana (tive de acrescentar um pouco de topping de chocolate e pintarolas, mas à tarde voltou a repetir e já não foi necessário colocar nada). Com o Dinis é mais fácil. Ele gosta de comer e come tudo o que lhe dermos. Adora fruta passada, principalmente papaia e mamão. Come batata doce cozida com uma pitada de canela, ou abacate com maçã ou pêra cozida.

Em relação às receitas do livro, já experimentámos os nuggets mas com peru. O Martim participou na preparação (passou a carne pelos flocos de milho sem açúcar) e adorou. Tínhamos algum receio do tempero, pois tínhamos colocado oregãos e cominhos, mas mesmo assim ele comeu e nem deixou o pai guardar os nuggets que tinham sobrado porque queria comer mais!

Baby Steps

Temos de dar baby steps – passos pequenos, e não querer mudar hábitos antigos de uma só vez. Temos de ter paciência, experimentar, testar, não desistir, continuar com vontade de sermos uma família saudável, e cozinhar com AMOR.

E mais importante, tornar as refeições momentos divertidos e de união familiar (para isso é necessário desligar televisões, telemóveis e tablets, difícil, eu sei).

Devemos incluir as crianças não apenas no processo de preparação, mas também na tarefa de fazer compras, sempre que possível (evitar aqueles corredores que sabemos serem a perdição dos nossos filhos).

Cozinhar em família não só nos tornará mais saudáveis, como também irá fortalecer os laços familiares, criar memórias e criar aptidões para a vida nas nossas crianças, que usarão depois em adultos, e com os seus próprios filhos.

 

 

Etiquetas

Livia Gomes

Olá, Eu sou a Lívia, mãe, mulher, empresária, autora, entrevistadora, blogger, enfermeira, médica, taxista, cozinheira, educadora, professora, apaziguadora (!?) e muito mais… fui ganhando a maior parte destas profissões a partir de 2014. Até então era apenas uma mulher com uma vida social agitada, até que em 2014, surge o Martim, o traquinas. Como se não bastasse, em 2017 resolvi repetir a dose e eis que nasce o Dinis, o arrebata corações. Com os nascimentos dos meus dois filhos, o meu mundo mudou e eu não trocava a minha vida por nada (exceto, talvez, por algumas horas de sono!).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close