Mãe Real

Tosse, tosse e um pouco mais de tosse

Querido Verão, sinto tanto a tua falta!

Alguma bruxa me viu!

Se os últimos meses de 2018 foram difíceis, os primeiros de 2019 não têm sido nada fáceis.

Os pequenos andaram constipados desde dezembro. Graças a Deus que já melhoraram! Mas algo me diz que quando regressarem à piscina, vão voltar ao pingo no nariz e tosse na cama!

O pai, super constipado, com uma tosse que teimava não passar, foi ao hospital fazer um raio x, diagnóstico – bronquiolite. Ou seja:

E todas nós sabemos como um homem é quando está doente….

Adiante.

Não tem sido fácil. Os pequenos têm dormido comigo. Eles dormem. A mãe não. A mãe tenta arranjar um espacinho na cama para se poder deitar. Ou então tenta não fazer muita força sobre o braço do Dinis que teima em dormir agarrado ao meu pescoço. Depois há que levantar e trocar a roupa que está na máquina de lavar e colocá-la na máquina de secar (sim, porque ter tarifa bihorário dá nisto); e preparar um biberão para o Dinis que ainda mama de noite; e depois mudar a fralda. Quando me apercebo, já são 8 horas e já sei que vamos chegar atrasados à escola. É preciso vestir os pequenos, preparar o pequeno almoço, o lanche e mais qualquer coisa que seja necessário levar.  Depois é preciso arrumar, trabalhar, cozinhar, trabalhar, buscar o Dinis, cozinhar, arrumar, brincar com os pequenos, pô-los a dormir, tratar da roupa, para de madrugada pô-la a secar (eu juro que não entendo como se suja tanta roupa nesta casa!) e então sentar-me um pouco a ver tv ou atualizar-me das cusquices no face… E está na hora de ir para a cama.

Vocês sabem, Mamãs, aquilo que todas nós fazemos diariamente.

Para complicar mais a situação, tenho andado a tomar Cêgripe e sumo de laranja naural para ver se não fico doente. No entanto, devo dizer, que enquanto escrevo este post, que de interessante não tem nada, espirro e tusso continuamente, o que torna a escrita ligeiramente difícil de se concretizar, por isso peço desculpa por algum erro que possa aparecer. Neste momento, o meu melhor amigo é um rolo de papel higiénico, do qual estou a ver que não me vou separar durante o dia de hoje.

Espero sinceramente não ficar doente, porque se isso acontecer será:

Por isso, isto aqui em casa tem sido tosse, tosse e um pouco mais de tosse. 

Juro que não sei o que fazer. Até os pequenos parecem que vivem fechados em casa e que quando põem o narizito lá fora, PUMBA, ficam doentes! Sempre ranhosos, sempre com tosse, sempre com medicação. 

A sério, alguma bruxa me viu! E estava constipada!

Sejam reais!

Lívia

Etiquetas

Livia Gomes

Olá, Eu sou a Lívia, mãe, mulher, empresária, autora, entrevistadora, blogger, enfermeira, médica, taxista, cozinheira, educadora, professora, apaziguadora (!?) e muito mais… fui ganhando a maior parte destas profissões a partir de 2014. Até então era apenas uma mulher com uma vida social agitada, até que em 2014, surge o Martim, o traquinas. Como se não bastasse, em 2017 resolvi repetir a dose e eis que nasce o Dinis, o arrebata corações. Com os nascimentos dos meus dois filhos, o meu mundo mudou e eu não trocava a minha vida por nada (exceto, talvez, por algumas horas de sono!).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Close
Close